↑ Retornar para Textos

A origem das doenças

         Vamos partir de um conhecimento já estudado por diversos pesquisadores que comprovaram por experimentação que as causas primárias das doenças que ocorrem no corpo físico dos seres humanos, tem sua origem nos corpos emocionais e mental.  O termo doenças psicossomáticas já tem sido usado na área médica para explicar diversas doenças que tem causas visíveis nas emoções e desequilíbrios psicológicos.

          Podemos exemplificar através de um determinado caso de pacientes que apresentam padrão de ansiedade ou compulsão, apresentando um quadro de obesidade e sobre peso. Está compulsão ou a ansiedade não deve ser avaliada como a causadora da obesidade, mas sim existe algum conflito psicológico não resolvido que gerou esta ansiedade. Pode ser o caso de uma carência emocional com falta de contato humano ou falta de amor e carinho que será compensado com alimentos principalmente os doces.

          As causas psicosomáticas do câncer foram pesquisadas pelo medico alemão Dr. Hammer, que desenvolveu a sua teoria chamada Nova Medicina, através da sua pesquisa com milhares de pacientes portadores de câncer, pode observar através de tomografias computadorizadas que havia sempre uma área do cérebro com lesão. Pelas entrevistas foi possível identificar os padrões de conflitos destes pacientes e comprovou que os mesmos tipos de câncer provem de conflitos semelhantes e possuem as mesmas áreas do cérebro afetadas.

            Foi possível então enunciar sua teoria. A existência de um conflito emocional ou mental, que não é solucionado e perdura por muito tempo inclusive anos, gera uma pressão psicológica no cérebro afetando determinada área deste. Exemplificando é como um pica-pau atormentando por muito tempo até que ocorre  uma micro lesão, a qual o cérebro não pode resolver, ocorre então uma descarga para determinada área do corpo que tem ligação com esta parte cérebro e com o tipo de conflito não solucionado. Este raciocínio apresenta uma grande coerência pois comprova a ligação entre os diversos corpos do ser humano. O corpo físico tem uma ligação com os corpos espirituais ou seja o corpo emocional e o mental, através do corpo etérico, e sua ligação entre eles ocorre pelo sistema nervoso, o qual apresenta a sensibilidade necessária para fazer a ligação entre os diversos corpos.

             Outro médico que pesquisou a cura das doenças psicossomáticas foi o Dr. Edward Bach, que criou a terapia floral através dos Florais de Bach. Através de sua prática médica havia observado que as pessoas curavam-se das doenças para logo depois voltarem a apresentar os mesmos sintomas. Deduziu então que as doenças tinha causas além do corpo físico, ou seja padrões de desequilíbrios psicológicos, que são básicos no comportamento humano. Identificou diversos padrões como medo, trauma, ira, ressentimento, ansiedade, tristeza, depressão e outros. Pela sua própria vivência pessoal, através de uma doença que teve, pode observar em si mesmo estes fundamentos da sua teoria. Desenvolveu então um conhecimento descrito em seu livro chamado Cura-te a ti mesmo no qual caracteriza a responsabilidade pessoal de cada individuo perante a sua própria cura. Afirmando que a cura verdadeira só pode ocorrer de dentro para fora, através da ação da energia vital do ser, que deve ser auxiliada pela ação da vontade, através da resolução de todos os conflitos psico-emocionais.

           Foi então que o Dr. Bach recebeu o conhecimento dos florais, através de suas meditações. Pode estudar  diversas plantas da sua região que apresentam propriedades terapêuticas para equilibrar padrões psico-emocionais. Assim foi entregue aos homens a possibilidade de acessar os conflitos com medicamentos de flores e auxiliar a cura das doenças através da cura simultânea das doenças do corpo físico e dos corpos espirituais, como o corpo emocional e mental. Após este evento, surgiram por todo mundo diversos outros florais, que permitem acessar as características das flores de diversas regiões, favorecendo e ampliando muito o potencial terapêutico das Essências Florais. No Brasil temos os florais de Minas, do Cerrado, da Amazônia, de Gabriel, em outros países existem o da Califórnia, do Alasca, da Austrália, do Deserto, de Saint Germain e outros mais.

            A pesquisa das doenças psicossomáticas foi elaborada e aprofundada pelo Dr. Rüdiger Dahlke, através de sua prática terapêutica. Verificou em seus estudos que a doença é um caminho encontrado pela alma para que o Ser possa levar até a consciência os conflitos não solucionados e que estão afetando a saúde. Em seu livro A Doença com Símbolo faz uma correlação de uma serie de doenças e seus sintomas com as possíveis causas psicossomáticas. Ao realizar a interpretação dos símbolos propostos pelas doenças, identifica-se as causas verdadeiras e a partir daí pode-se realizar uma transformação a nível de consciência para poder solucionar tanto os conflitos quanto as doenças físicas.

            Podemos afirmar que os seres humanos se encontram em um processo de evolução espiritual permanente e que para permitir esta evolução devemos entender como ela ocorre. Quando estamos conscientes desta evolução podemos auxiliar para que ocorra naturalmente, afirmamos que estamos conectados com o Ser Supremo e este guia nosso Ser. Quando não temos esta conexão estamos entregues aos caminhos mundanos que não passam pela consciência. Nossa alma sabe qual o melhor caminho a ser percorrido e muitas vezes ela participa do evento evolutivo, enviando um sinal, sintoma ou desequilíbrio, que ao ser decifrado, solucionado ou no caso de uma doença, ser curado, deverá levar a um aprendizado. Este aprendizado é o resultado esperado para favorecer o processo de evolução deste Ser, que agora se conecta com o Ser Supremo, também chamado de EU Superior.

Wellington Lee Schetinger

Farmacêutico, acupunturista, fitoterapêuta